terça-feira, 10 de junho de 2014

Nova paixão: Cupcakes.

Quem me conhece há bastante tempo sabe que eu não sei cozinhar NADA! Até para fazer arroz eu preciso olhar as instruções. Mas, em um desses Natais, deu vontade de fazer uns cookies, para presentear os amigos. Resultado: um bloco colorido, com gosto de açúcar puro e duro.
Aí, pensei: "Cupcake deve ser mais fácil de fazer. Vou tentar." E não é que deu certo? Os primeiros ficaram bem feinhos, mas depois foram melhorando.
Hoje eu e minha mãe temos nosso negócio, chamado Mary's Sweets! Dá muito trabalho, mas é um trabalho muito gostoso e divertido. Especialmente pelas infinitas possibilidades de brincar com novos sabores, cheiros, cores...
Olha só meus trabalhos!







Para encomendar algum dos meus cupcakes, é só entrar em contato comigo por email.
E visitem nossa página no Facebook para conhecer todos os sabores disponíveis: https://www.facebook.com/MarysSweets?ref=br_tf

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Mais um ano...

Ano vem, ano vai, e se você não mudar suas atitudes, todos anos serão iguais.



Ótimo 2012 para todos. =)


domingo, 25 de setembro de 2011

Quase 30...



Quase 30, e totalmente desesperada. Quem diria que ficar mais velha seria tão dolorido?
Acho que a parte mais dolorida é olhar para trás e ver todas as coisas que eu perdi, as pessoas que foram embora, aquilo que não conquistei e onde queria estar, e não estou.
Talvez se eu fosse uma pessoa feliz não seria tão mal começar uma nova década da minha vida. Mas eu não sou.
De quem é a culpa?

Alguém aí sofreu por completar 30 anos?

terça-feira, 12 de abril de 2011

The magical mystery tour is waiting to take you away...


Sir Paul McCartney is back! Is back! Eu nunca achei, em toda minha vida, que teria a oportunidade de assistí-lo duas vezes em seis meses. É muita emoção!
E todo o stress pré-show começou: esperar pela venda dos ingressos, compra de passagem, pegar avião (eu tenho MEDO de voar), economizar dinheiro para a viagem, e ainda pagá-la por meses...
Vale a pena?
Eu lembro quando estava no show, de ter sentido algo que nunca senti na vida. Foi uma das melhores noites que vivi. Quando olhava ao redor, via pessoas cantando emocionadas, chorando, famílias juntas abraçadas e pessoas sorrindo, pulando e cantando. Nunca tinha tido uma experiência como aquela antes.
E o Paul McCartney pulou, gritou e cantou durante 3 horas com um intervalo de 10 minutos. Foi lindo!
E eu vou poder viver tudo isso novamente, agora na cidade maravilhosa: Rio de Janeiro.
Sir Paul McCartney is back!! \0/

domingo, 10 de abril de 2011

Fui assistir o The National. Comportem-se na minha ausência!


Eu conheci o National em 2010, através de um amigo, e no primeiro momento fiquei embasbacada com as músicas. O primeiro álbum que ouvi foi o Sad Songs for Dirty Lovers, e fiquei admirada com o clima instrospectivo das músicas. Ouvindo um álbum após o outro fui me apaixonando cada vez mais pelo trabalho da banda, e pela voz do barítono Matt Berninger.
Fiquei sabendo do show por acaso, e na hora decidi que iria, mesmo que tivesse que vender os móveis da minha casa.

No dia 5, no Citibank Hall, com 20 minutos de atraso, lá estava eu, grudada na grade de proteção, em frente ao palco pensando "daqui ninguém me tira", mas o público estava muito sossegado. As pessoas não se aglomeravam para chegar mais próximo do palco. Muito pelo contrário, assistiam o show de longe bem sossegadas.

A banda entrou no palco e abriu o show com Runaway, do High Violet. Do novo álbum ficou apenas de fora Lemonworld. Foram inclusas também faixas dos álbuns Boxer, The Alligator, e do EP Cherry Tree (e eu achei que teria chance em ouvir pelo menos Available, do Sad Songs for Dirty Lovers).

O show começou em um clima tranquilo, introspectivo, lindamente iluminado por luzes que ora vinham da parte de trás do palco, ora de cima. A cada música o público cantava com fervor, e a banda foi se soltando mais e mais.

Matt Berninger, o vocalista da banda, interagia com o público assinando vinis, lendo cartinhas, conversando (em um momento ele disse que os brasileiros são muito mais barulhentos que os norte-americanos, e que nós fazíamos com que eles se sentissem os Kings of Leon).

Matt, se empolgando cada vez mais, começa a chegar mais e mais perto do público e em Mr. November ele sai do palco e fica no vão entre o palco e a grade de proteção. Delírio coletivo! Todo mundo tentando encostá-lo, e eu torcendo para que ele fosse para o lado que eu estava na pista. Infelizmente ele só passou pela minha frente e entrou na pista, e de lá continuou cantando no meio do público. Na volta eu consegui pegar na mão dele, o que já valeu todo o sacrífcio para chegar no show. =)

Na próxima música, Terrible Love, Matt sobe na grade de proteção e apoiado em um fã canta a música com uma energia que eu não tinha visto antes. Lindo!

Para encerrar, todos os aparelhos são desligados e a banda toca Vanderlyle Crybaby Geeks na beira do palco, junto com os fãs.

Eu fui no show achando que iria assistir um show tranquilo, sem grandes surpresas, e sai de lá em estado de êxtase. Eu, que já gostava muito da banda, passei a ser fã incondicional.

Só acho uma pena pessoas que vão em shows e passam a maior parte do tempo conversando, de costas para o palco. É uma falta de respeito com a banda e com os fãs que estão lá para prestigiá-los.

E valeu todo o deslocamento de Curitiba para São Paulo em plena segunda-feira. =D


SETLIST

Runaway
Anyone's Ghost
Mistaken For Strangers
Secret Meeting
Bloodbuzz Ohio
Slow Show
Squalor Victoria
Afraid Of Everyone
Conversation 16
Little Faith
Abel
Sorrow
Apartment Story
Daughters Of The Soho Riots
England
Fake Empire

Encore:
Wasp Nest
Mr. November
Terrible Love
About Today
Vanderlyle Crybaby Geeks (Acoustic)








domingo, 20 de fevereiro de 2011

No more souvenirs...

Eu não guardo mais as entradas de cinema,
nem as embalagens de chocolate.
Eu não recordo mais dos lugares,
ou das conversas.
Eu não memorizo mais palavra por palavra,
nem percebo olhares.
Eu não seguro mais mãos estranhas,
nem encosto mais minha cabeça em ombros desconhecidos.

Eu não faço mais questão de guardar souvenirs dos estranhos que permanecem na minha vida por três segundos.

sábado, 1 de janeiro de 2011

2010 em filmes.

Em 2010 guardei o nome de todos (TODOS) os filmes que assisti em um arquivo. Este é o resultado:

O Labirinto

Tootsie

Marcas da Violência

M. Butterfly

O Céu Que Nos Protege

Spider

Sherlock Holmes

Persépolis (revi)

Vício Frenético

eXistenZ

Videodrome

Curtindo a Vida Adoidado

Entre os Muros da Escola

Nine

Two Lovers


Invictus

Mother

A Mighty Heart

O Sabor da Melancia

The Time Traveller's Wife

Onde os Monstros Vivem (revi)

O Sétimo Continente

Violência Gratuita U.S.

Say Anything

Medo e delírio em Las Vegas

Zumbilândia

A Pianista

Três Vezes Amor

Opening Night

A Fita Branca

Não Matarás

O Lutador (revi)

Ninja Assassino

Thirst

O Lobisomem

The Good, The Bad and The Weird


Lua de Papel

Coração Louco

New York, I Love You

Daybreakers

O Balconista

Vício Frenético (Abel Ferrara)


O Homem de Ferro

Getting Any?

O Vídeo de Benny

A Single Man

Fome de Viver

À Procura de Eric

Kick Ass

Robin Hood

Lolita

Chloe

Último Tango em Paris

Requiem para um Sonho

Mr. Vingança

Aconteceu em Woodstock

I'm a Cyborg But That's Ok

O Livro de Cabeceira

Sex and the City 2

I Love You Phillip Morris

Fúria de Titãs

Estranho Prazeres

The Runaways

Esquadrão Classe A

Touro Indomável (revi)

Christiane F.

Precious

Longe do Paraíso

Almas à Venda

Tudo Pode Dar Certo

Caminhos Perigosos

Entre Irmãos

Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto

Salt

500 Dias Com Ela

71 Fragmentos de Uma Cronologia do Acaso

Sobre Meninos e Lobos

A Origem

Os Intocáveis

A Dama na Água

Maria Antonieta

Meu Filho Olha o Que Fizeste!

O Labirinto do Fauno

Adeus, Minha Concubina

Sid & Nancy

Balzac e a Costureirinha Chinesa

O Garoto de Liverpool

Nascido em 4 de Julho

Ocean Heaven

Cada um Com o Seu Cinema

Dias Selvagens

Scott Pilgrim Contra o Mundo

Fargo – Uma Comédia de Erros

Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1

Paris, Texas

Sempre ao Seu Lado

Ondine

Dolls

Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos

The Brown Bunny

Os Edukadores

Tron

9 ½ Semanas de Amor

Star Wars – Episódio 4

Star Wars – Episódio 5

Star Wars – Episódio 6

Buffalo '66

Cisne Negro

A Rede Social

Tetro

O Operário


Foram ao total 111 filmes. Acho pouco, considerando que o ano tem 365 dias.

Feliz ano novo.